Contando Histórias

Museu Paulista de Antiguidades Mecânicas

Fundado em 1963 por Roberto Lee, o “Museu de Caçapava” — como também é conhecido, já foi considerado um dos melhores do gênero em todo o mundo, atraindo um grande contingente de aficionados por automóveis à cidade, e um de seus principais pontos turísticos.  Composto de 4 galpões, teve em seu acervo verdadeiras preciosidades importadas de marcas como Bugatti, Rolls-Royce, Hispano-Suiza, Mercedes-Benz, Packard, Jaguar, MG, Cadillac e o mais raro deles, Tucker Torpedo 1948, um dos 51 fabricados e o único existente em solo brasileiro (que ainda se mantém lá, embora em lastimável estado). Entre seus maiores destaques nacionais, está o protótipo Willys Capeta, desde 2009 no Museu do Automóvel de Brasilia.  Com a morte de seu fundador, parte do acervo do foi vendido e o que restou foi abandonado à própria sorte, sofrendo constantes saques de peças e até de automóveis inteiros. Além de automóveis, o Museu Paulista de Antiguidades Mecânicas abrigava também motores, carruagens, embarcações e objetos de decoração. Dos quatro galpões com automóveis, resta somente um atualmente, que sofre com infiltrações, falta de iluminação, não oferecendo as mínimas condições para a preservação dos veículos, que lentamente vão se transformando em sucata. Restos de um passado de glórias. (Logo acima, MG 1952 Tipo D2, preferido de Roberto Lee).  Família Matarazzo fez doação ao Município de Capaçava tudo o que restou deste acervo. Já a doação dos prédios e instalações deverá acontecer em breve, já que este procedimento depende de outros trâmites, envolvendo a prefeitura, o CONDEPAAHT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Artístico e Turístico) e os herdeiros. Todos os detalhes serão fornecidos pelo Secretário de Cultura de Caçapava, Fabrício Correia, durante a cerimônia de doação, que acontecerá às 10 horas da manhã e contará com a participação de dois dos automóveis remanescentes da entidade: Buick Streamline Sedan 1938 e Alfa Romeo P3 Grande Prix 1928. Depois de muitos anos, ambos deixaram a prédio do Museu, foram levados a um lava-jato e devidamente preparados para este evento que marca o possível renascimento deste patrimônio brasileiro.  O próximo passo é a viabilização dos recursos necessários — a partir de formação de parcerias — para a restauração dos veículos, um total de 37 e mais galpões, com a consequente reabertura do Museu de Caçapava ao público, a médio prazo.

 

Por Franciaco Martins - fonte FORMAS * MEIOS



























 

 


Parceiros






Tudo o que você precisar nós temos a informação.
Salão do Automóvel 2016
Easier
@Copyright 2009 www.negociosantigos.com.br All Rights Reserved                    Designed By: Easiernet          Acessos: 195778